Zumbi e Serra da Barriga são temas de série da Netflix

Zumbi dos Palmares, o líder negro eternizado por sua luta contra o império colonial e liderança à frente do Quilombo dos Palmares, foi assunto de discussão no documentário “As Guerras do Brasil”, que estreou recentemente na Netflix.

Dirigida por Luiz Bolognesi, a série documental reúne 5 episódios com cerca de 26 minutos cada, em que retrata a Guerras da Conquista, Guerras de Palmares, Guerra do Paraguai, Revolução de 1930 e a Universidade do Crime, que trata do surgimento do Comando Vermelho (CV) e do Primeiro Comando da Capital (PCC).

No segundo episódio da série, historiadores discutem a Guerra de Palmares. Eles debatem o momento político e cultural que levou ao verdadeiro genocídio de negros escravos, que viviam nos quilombos, uma espécie de “abrigo militar”, divididos entre Alagoas e Pernambuco.

O mais importante deles se chamava Quilombo dos Palmares e se localizava na Serra da Barriga, região que na época era chamada de Capitania de Pernambuco, e hoje é a cidade de União dos Palmares, na Zona da Mata de Alagoas.

Polêmica

Para os historiadores, alguns documentos sugerem que há um equívoco histórico quanto ao personagem Zumbi. Eles concordam que ele seja um herói nacional, mas trazem uma nova versão sobre quem ou o quê seria Zumbi.

Segundo o historiador Jean Marcel Carvalho França, “suspeita-se que Zumbi pode ter sido um cargo de liderança, não o nome de uma pessoa mas o nome de uma função. O indivíduo é um Zumbi, ele ocupa a posição de comandante, chefe, algo que representa esse cargo“.

A historiadora Laura Perrazza Mendes, observou que “até o próprio nome dele vem de um cargo, que significa “O Senhor da Guerra”, então ele é um líder, tanto militar, espiritual e político“.

Morte de Zumbi

As estratégias militares traçadas para capturar e matar Zumbi, também são amplamente discutidas. Detalhes de como Ganga-Zumba foi forçado a fazer um acordo com o império e mais tarde foi morto envenenado, são abordados nesse episódio.

26/08/2019

(Visited 3 times, 1 visits today)