Parentes de meninos resgatados em caverna na Tailândia já podem visitá-los

Os parentes dos 12 meninos retirados de uma caverna na Tailândia, onde ficaram presos por duas semanas, foram autorizados a visitá-los nesta quinta-feira, segundo o Ministério da Saúde do país. Para ficarem no mesmo ambiente, entretanto, eles devem usar roupas de proteção e máscaras.

Uma declaração da pasta disse que dois garotos do primeiro grupo resgatado no domingo foram diagnosticados com uma infecção no pulmão, mas estão se recuperando bem. Três garotos do último grupo salvo apresentam infecções de ouvido e recebem tratamento no hospital de Chiang Rai, no Norte do país, diz o Extra.

O chefe de uma equipe de mergulho da Marinha tailandesa pediu aos meninos nesta quinta-feira que “aproveitem ao máximo” suas vidas e sejam uma força do bem.

— Aproveite ao máximo suas vidas. Sejam pessoas boas, sejam uma força para seu país — disse o contra-almirante Apakorn Yuukongkaew, comandante da unidade de mergulhadores da Marinha da Tailândia, em uma mensagem aos jovens. — Hooyah! — gritou antes de embarcar em um voo, usando um termo naval de comemoração.

No aeroporto civil-militar de U-Tapao, na província de Rayong, perto de onde a Marinha Real Tailandesa opera a Base Naval de Sattahip, os mergulhadores e alguns militares estrangeiros receberam boas-vindas e foram chamados de heróis quando pousaram nesta quinta-feira.

Os envolvidos no resgate receberam grandes guirlandas feitas de malmequeres, enquanto oficiais da Marinha e civis orgulhosos aguardavam. Alguns simpatizantes prepararam rosas vermelhas para uma homenagem.

De acordo com os médicos, os meninos passariam pelo menos uma semana no hospital e cerca de 30 dias se recuperando em casa. As primeiras imagens deles na unidade foram divulgadas nesta quarta-feira, mostrando alguns usando máscaras cirúrgicas e roupas hospitalares enquanto faziam sinais de paz para a câmera.

Treze mergulhadores estrangeiros e cinco da Marinha Tailandesa orientaram os meninos e seu treinador em uma complicada operação de três dias que terminou nesta terça-feira.

Os garotos foram mantidos perto dos mergulhadores e permaneceram imóveis em partes da jornada onde tinham que mergulhar. Eles foram então levados em macas através de partes secas até a entrada da caverna. O vice-primeiro-ministro Prawit Wongsuwan disse nesta quarta-feira que a operação foi um milagre.

O complexo de cavernas de Tham Luang permanecerá fechado ao público por pelo menos seis meses, disse Chongklai Worapongsathorn, vice-diretor-geral do Departamento de Parques Nacionais, Vida Selvagem e Conservação de Plantas.

12/07/2018

(Visited 3 times, 1 visits today)